Você está aqui: Mestre Academy / Blog / Google Tag Manager – Monitorando o site do jeito fácil

Ativando o Analytics com o Google Tag Manager

Google Tag Manager – Monitorando o site do jeito fácil

Analytics, Facebook, Google Ads, Criteo, Hotjar ... seja o que for, é mais fácil com o Google Tag Manager.

Ainda não é Assinante?

Já sou assinante!

Google Tag Manager

Ter um site e desenvolver marketing digital para esse site hoje envolve a instalação de dezenas de tags no código do site.

Para listar alguns dos principais, certamente você vai querer usar o Google Analytics, Google Ads e Facebook Ads.

Indo além, você ainda pode usar outras plataformas de compra de mídia, como a Criteo, ferramentas de usabilidade como o Hotjar ou Crazy Egg.

Inbound Marketing? Também existe a possibilidade de ampliar os resultados com uso de tags, os scripts das ferramentas de inbound, para monitorar os leads no site e ampliar as ações com eles.

Até mesmo o Hotmart tem suas opções de tags para instalar no site e ampliar o uso dos recursos da ferramenta.

Quanto mais resultado você busca, quanto mais ferramentas você usa, invariavelmente, mais e mais tags e scripts são adicionados ao código do site.

Essa quantidade toda de tags verdadeiramente viabiliza o aumento da performance de todas as suas ações, porém, pode trazer alguns pontos negativos também.

Muitas Tags, Muitos Problemas (Possíveis)

A começar pela própria instalação de uma tag em si, que envolve fazer alteração no código do site, adicionando o respectivo script.

Embora seja amigavelmente chamada de tag, trata-se de verdade de um código javascript adicionado ao site.

Código esse que, se a implementação não for acertada, pode trazer problemas “simples,” como a falha de ativação da respectiva ferramenta.

Ou falhas complexas, causando problemas em outros scripts e funcionamentos do site.

Também, muitas tags empilhadas podem causar problemas de carregamento no site, deixando lento e prejudicando a experiência dos visitantes.

Isso tudo quando é possível acessar o código do site e fazer alterações.

Fica pior quando não se tem o acesso direto ao código para fazer alterações de forma correta.

Ou ainda mais se você não tem conhecimentos que te ajudem a fazer a implementação dos códigos e validar que cada script está correto e pronto para usar.

A questão é: como evitar esses problemas todos e conseguir usar todos os recursos de todas as ferramentas?

Entra o GTM: O jeito fácil de gerenciar tags no site

O Google Tag Manager, como o nome sugere, é um gerenciador de tags, que oferece funcionalidades avançadas para usar de forma simples e conseguir habilitar corretamente os monitoramentos e ferramentas que você precisa usar.

Com o GTM, você instala apenas 1 tag no site, o container do GTM, e através de sua interface web você faz o controle e gestão de monitoramentos no site.

A interface web deixa, mesmo monitoramentos complicados, bem mais simples de colocar para funcionar.

Monitorar sites one page (também chamados single page applications) fica bem mais fácil com o GTM e com a praticidade de implementar o virtual pageview do Analytics.

Ou até mesmo monitoramento que poderiam ser mais complicados, como as interações com vídeos embedados no site, ficam bem simples, conforme eu mostro no curso de Analytics e Tag Manager.

Para começar a aproveitar as vantagens desse gerenciamento de tags, assista na Academia as aulas sobre como iniciar o uso do Tag Manager e como ativar o monitoramento do Google Analytics:

  1. Google Tag Manager: Introdução e Instalação da Ferramenta
  2. Ativando o Monitoramento do Google Analytics com o GTM
  3. Ativando Virtual Pageviews para o Google Analytics com o GTM
  4. Como Monitorar o Compartilhamento de Conteúdo do Site para Redes Sociais

Clique, assine e assista!

Ainda não é Assinante?

Já sou assinante!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *