Você está aqui: Mestre Academy / Blog / Como Analisar Resultados com o Google Analytics

Analisar Resultados no Google Analytics

Como Analisar Resultados com o Google Analytics

O Google Analytics é repleto de relatórios. Pode ser até demais. Já ficou sem saber onde encontrar dados por lá? Agora ficou mais fácil.

Ainda não é Assinante?

Já sou assinante!

Respostas com o Google Analytics

O Google Analytics é uma ferramenta fantástica e repleta de relatórios que monitoram praticamente tudo que acontece no site. Estes são os pontos fortes da ferramenta, é excelente.

Por outro lado, essa incrível vantagem: ter tantos relatórios e dados, também é um dos maiores pontos de dor para quem não usa a ferramenta com frequência, ou está apenas iniciando.

Em meio a diversidade de relatórios e dados, onde encontrar as visitas? Como comparar conversões e descobrir se o site está em crescimento, ou não?

Quais páginas estão perdendo performance semana-a-semana, mês-a-mês? Ou, quais estão ganhando performance e tem ainda mais potencial para ser explorado?

Sem o hábito de utilizar o Analytics com frequência, obter essas respostas de forma rápida pode ficar bem difícil.

Contudo, se você já tem experiência e habilidade na ferramenta, apenas não cometer alguns erros e não deixar de abusar dos recursos já vai trazer grandes avanços para a otimização de resultado.

Erros para Evitar na Análise de Resultados

O erro mais comum que vejo acontecer é falhar em trazer contexto “externo” para os números e relatórios. Ou seja, o que aconteceu no segmento, ou no próprio site, ou até mesmo na estratégia de marketing?

Nem sempre a variação de resultado que se vê no Analytics é puramente a tradução de ações bem-sucedidas, ou não.

As diferentes sazonalidades do segmento podem fazer o tráfego variar. Caso clássico: novembro e black friday. Contudo, o seu segmento pode ter casos menos óbvios:

  • Lançamento de concorrentes?
  • Lançamento/cancelamento de fornecedores? (vai sair iPhone novo, os anteriores perdem tração;)
  • Férias escolares influenciam o negócio?

É bom conhecer o calendário do negócio e tê-lo em mãos antes de mergulhar na análise de dados no Analytics.

Também é bom não descartar eventos fora do segmento. É bem comum que acontecimentos de relevância nacional/global chamem a atenção para si e, por consequência, todo o resto perde interesse.

De posse, então, desses fatores externos que influenciam os resultados do site, determine quais dados, relatórios e métricas são os relevantes para serem ponderados.

Quais Relatórios e Métricas Analisar?

Primeiro, siga o seu plano inicial e reveja quais são os objetivos e metas funcionais do negócio.

Cuide para não se desviar desse plano com métricas e KPI’s que não fazem parte dele, pois perder esse foco pode atrapalhar o que está dando certo.

Como trata-se de avaliar os resultados no site, vai ser natural buscar analisar métricas relacionadas a usuários, sessões e uso do site também, e isso será relevante mesmo que não sejam métricas ligadas ao plano principal diretamente.

Indiretamente, essas métricas acabam sempre influenciando as conversões propriamente.

Com fatores externos esclarecidos e métricas para analisar escolhidas, aí sim vale a pena abrir a ferramenta e começar a investigar os relatórios.

Se você fez o inverso: primeiro abriu a ferramenta, comparou, identificou uma métrica chamando atenção (para cima, ou para baixo) e agora está querendo investigar mais a fundo, apenas não deixe de pesar os fatores externos, tanto quanto não vá longe dos KPI’s efetivos.

Recursos para Analisar Resultados no Google Analytics

Com a certeza de que é hora de revirar o Analytics para achar respostas e otimizações, aproveite tudo que ele oferece sem restrições.

Salvo a ressalva anterior (foco nos KPI’s e métricas relevantes), não há o que fazer de errado; errado é não ir além dos relatórios e métricas básicos.

Vale ressaltar a importância de utilizar os comparativos de data em extensão:

  • Analisar períodos equivalentes em dias da semana;
  • Analisar comparativamente ao ano anterior;
  • Analisar a tendência em períodos longos

Conseguir enxergar a tendência claramente é um dos pontos de maior valor e, neste mérito, usar os recursos de visão semanal e mensal serão importantes.

Outro recurso chave é escolher o tipo de ordenação nas tabelas: padrão, ponderada ou variação absoluta. Cada uma será útil na sua vez e facilitará encontrar os pontos de melhoria.

Tanto na Academia de Marketing Digital (Como Investigar Resultados: Positivos ou Negativos), quanto no curso de Google Analytics (em maior extensão e profundidade) eu apresento como eu faço essa análise de resultados e como você pode fazer.

Se você ainda está em dúvida sobre como proceder, inscreva-se no curso para ver tudo em maior detalhe; ou se já está com os conhecimentos em Analytics mais avançados, o vídeo na Academia é o guia ideal.

Na sua próxima investida na ferramenta, lembre de observar esses 3 elementos: fatores externos, métricas e metas funcionais e expandir sobre os comparativos.

Certamente você já vai obter respostas melhores com sua análise de dados no Google Analytics.

Ainda não é Assinante?

Já sou assinante!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *